28/07/2017

[Resenha] Assovie que Virei - Histórias de Fantasmas

De acordo com o proprio M. R. James, a história deve "colocar o leitor na posição de dizer a si mesmo:" Se eu não tenho muito cuidado, algo desse tipo pode acontecer comigo " E é essa a sensação que temos ao ler seus contos, "E se acontecesse isso comigo?" É de arrepiar!



Título original: Ghost Stories of an Antiquary
Assovie que Virei - Histórias de Fantasmas
M. R. James
Editora Penalux

Ano de Lançamento: 2016
Número de Páginas: 144
Skoob: adicione à estante
♥ livro cedido pela editora
Classificação: ★★



Com um poder quase diabólico para invocar sutilmente o horror em meio ao cotidiano e ao prosaico da vida, M. R. James sobrassai-se como um dos melhores autores da literatura sobrenatural, graças a seu método e estilo distintos, que por certo, serviram de modelo para outros escritores inclinados ao terror.

Por mais avançada e surpreendente que seja essa nossa vã tecnologia, as histórias de fantasmas ainda despertam em nós leitores um ligeiro tremor, pelo simples fato de que tocam naquela nossa região mais profunda e nebulosa do Desconhecido.
Os cinco pequenos contos reunidos nesse volume, deixam bem clara a afirmação acima, e acrescentam um toque todo especial no qual o autor e professor de inglês M. R. James era mestre. As histórias de fantasmas que ele nos apresenta brotam do mais corriqueiro cotidiano, sem pirotecnias estilísticas, transformando o comum, pouco a pouco em algo simplesmente insuportável.
Esse pequeno livro é algo como uma conversa entre amigos numa noite de tempestade: enquanto relâmpagos e trovões explodem lá fora, as histórias vão se sucedendo com aparente descompromisso mas, entre um relâmpago e outro trovão, se insinua um misterioso perseguidor encapuzado, um poço que contém terríveis segredos, uma inocente cama de hospedaria cujo lençol é capaz de indizíveis horrores. A conversa entre amigos se torna tensa e eles só não fogem porque o Desconhecido já os agarrou antes mesmo que se dessem conta.

"Assovie que Virei: Histórias de Fantasmas" é um daqueles raros livros que intriga o leitor não apenas por aquilo que conta mas também pela impressão que deixa.



  • ...


Antes de expor qualquer opinião, tenho que dizer em primeiro lugar que o Autor M. R. James é um autor clássico de histórias de terror que influenciou vários outros autores do terror contemporâneo como Clive Barker e Stephen King, sem contar H. P Lovecraft que até citou o nome de M. R. James em um de seus livros. 




Em "Supernatural Horror in Literature" (1927)   Um  longo ensaio de Lovecraft pesquisando o tema de ficção de terror, Lovecraft nomeia como os quatro "mestres modernos" do horror: Algernon Blackwood , Lord Dunsany , MR James e Arthur Machen .

Em Assovie que virei, nós nos deparamos com 5 contos escolhidos entre vários outros contos já publicados (nenhum aqui no Brasil). Nesses contos, nos deparamos com histórias corriqueiras que não transparecem no começo nenhuma anormalidade. Mas conforme vamos nos adentrando a fundo, mergulhando na história e desenvolvendo uma relação com os personagens somos sugados para uma realidade totalmente diferente. Realmente o autor sabe como escrever histórias de fantasmas e com certeza deixou muitos leitores de sua época de cabelo em pé.

A tradução, revisão, arte da capa e todo o livro está impecável. Aliás, todos os livros que tenho da Penalux são lindos e espero poder ler mais clássicos que só a editora está apostando trazer para nós leitores brasileiros.

Eu tenho a resenha do livro O Grande deus Pã que também é outro grande livro de outro autor clássico, o Arthur  Machen. Outro capricho da editora. Confere a resenha dele também!

Abaixo falo um pouco do autor, e espero que vocês tenham gostado e leiam o livro e também se apaixonem pelo gênero assim como eu!

Grande beijo! 








Montague Rhodes James, que usou o nome da publicação MR James é melhor lembrado por suas histórias de fantasmas que são amplamente consideradas como as melhores da literatura inglesa. Uma das conquistas mais importantes de James foi redefinir a história de fantasmas para o novo século, dispensando muitas das armadilhas góticas formais de seus predecessores, substituindo-os por configurações contemporâneas mais realistas.

01 de agosto de 1862
12 de junho de 1936


.

11 comentários:

  1. Olá!

    Nossa, eu não imaginava que era um clássico. Confesso que achei o título um tanto duvidoso, mas ao ver a capa passa essa imagem mesmo de algo mais clássico e que fascinante ele ter inspirado tantos autores! Fiquei realmente curiosa para ler algo dele, ainda mais que contos são super rapidinhos e gostosos de ler. E amo histórias com fantasmas hahaha

    Um beijo, Carol
    Blog com V.

    ResponderExcluir
  2. Oii Day, que Clássico. Transformar o cotidiano em algo assustador, é realmente incrível. Tenho certeza que no decorrer das páginas tudo vai se intensificando e fazendo com que o leitor continue a ler olhando ao redor kk (com aquele medo básico). Adorei a resenha e a dica. Cada vez que leio resenhas desse gênero, me deixa mais curiosa para me aventurar e conhecer os mestres do terror <3
    Beeijos!

    ResponderExcluir
  3. Oi Day! Tudo bem??
    Que Blog maravilhosamente Dark! Amei os monstrinhos nos títulos! Arrasou!
    Que resenha Incrível!! Amo História de terror, principalmente com fanstasmas!
    Vou adicionar o livro na lista porque amei a capa e sua resenha me convenceu de ler sem pensar duas vezes!

    Beijocas do Canção 😘

    ResponderExcluir
  4. Eu nunca tinha ouvido falar. Apesar do seu ponto de vista, muito bem detalhado, aliás. Não me parece dejeito nenhum um livro que eu leria. Não semficar uma semana sem dormir pelo menos. Mas ainda sim, achei seu texto muito bem escrito, e apesar do medo que tenho desse tema, me deu vontade de ler.

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia o autor nem a editora, mas ambos devem ser fantásticos. Queria ter coragem de ler livros de terror, mas eu fico MT nervosa >_<

    ResponderExcluir
  6. Livros que fazem a gente pensar que poderia acontecer com a gente me deixam muito agoniada hehe Achei legal o fato de esse autor ser inspiração para grandes nomes do terror e eu nunca li livros de contos, tenho esse desejo, será que não seria uma boa entrada? Quem sabe eu dê uma chance HAHA Beijos
    http://amorliterarioblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Eu não leio livros que invoquem o mal.. porque acredito!! Ai tenho medo de mexer e atrair pra perto! Verdade.. a trilogia A Sina dos 7 pra mim foi a confirmação disso! Nem quando é a Nora escrevendo eu me atrevo sabe. Mas o seu modo de escrever atiça a curiosidade de forma muito persuasiva. Meus parabéns pelo texto incrível.. mas "na posição de dizer a si mesmo:" Se eu não tenho muito cuidado, algo desse tipo pode acontecer comigo " eu passo (risos) ~Elis Blog Pretenses

    ResponderExcluir
  8. Se eu já tenho medo de autores que escrevem livros com um terror "mais leve", imagina de um autor que é tão bom que influencia outros? Vou correr dos livros dele, pelo menos até o dia em que eu deixar de ser pelo menos um pouco menos medrosa, rs. Principalmente por o autor transformar "o comum, pouco a pouco em algo simplesmente insuportável", gosto de não ter medo do comum, obrigada, rs. Mas nem por isso acho que o livro não seja bom, longe disso. Na verdade, parece ser tão bom, que o medo teria fundamento, e até um curso inteiro de como se esconder, rs.
    Parabéns pela resenha e pela sua coragem!
    Bjo
    ~ Danii

    ResponderExcluir
  9. Olá, Day.
    Como sempre, suas resenhas são bem elaboradas e gostosa de se ler.
    Fiquei muito curiosa quanto ao livro. Você tem um excelente gosto literário hahah.
    Já quero conhecer essa obra do autor que, por sinal, é um bom inspirador.

    Adorei!
    Beijos,
    www.lerantesdedormir.com.br

    ResponderExcluir
  10. Olá, Daaaaaay <3 tudo bom? :)
    Você sabe que sou nova nessa área, mas me interessei bastante! eu assisto atividade paranormal por ter 'fantasmas' e, mesmo com medo, gosto de ver kkk (apesar de ser fraco né) esses contos ai parecem ser ótimos, ainda mais por contar com o clima tenso que vai surgindo devagar. Deve ser uma sensação boa hahaha Aliás, amei sua resenha, parabéns!
    Beijos, Yasmim.

    Blog: https://literarte.blog.br/

    ResponderExcluir
  11. Olá, não conhecia essa obra, mas confesso que terror não é minha praia. mas como são contos, acho que leria talvez, não sei. não são todos de terror que leio. Eu gostei da capa e da dica bjocas.

    ResponderExcluir

© Lendo1 bom livro | - 2016. Todos os direitos reservados. Criado por: Layouts para blog. Tecnologia do Blogger. imagem-logo