05/06/2016

[Resenha] Objetos Cortantes


Esse livro é bemmm pesado em seu conteúdo, e foi o livro de estréia da autora. 

Ele é escrito em primeira pessoa sobre a perspectiva da Camille que trabalha como jornalista investigativa em um pequeno jornal em Chicago. Até que seu chefe pede que ela cubra um caso de assassinatos em série em sua cidade natal e ela aceita relutantemente.



Sinopse:

Recém-saída de um hospital psiquiátrico, onde foi internada para tratar a tendência à automutilação que deixou seu corpo todo marcado, a repórter de um jornal sem prestígio em Chicago, Camille Preaker, tem um novo desafio pela frente. Frank Curry, o editor-chefe da publicação, pede que ela retorne à cidade onde nasceu para cobrir o caso de uma menina assassinada e outra misteriosamente desaparecida.

Desde que deixou a pequena Wind Gap, no Missouri, oito anos antes, Camille quase não falou com a mãe neurótica, o padrasto e a meia-irmã, praticamente uma desconhecida. Mas, sem recursos para se hospedar na cidade, é obrigada a ficar na casa da família e lidar com todas as reminiscências de seu passado.

Entrevistando velhos conhecidos e recém-chegados a fim de aprofundar as investigações e elaborar sua matéria, a jornalista relembra a infância e a adolescência conturbadas e aos poucos desvenda os segredos de sua família, quase tão macabros quanto as cicatrizes sob suas roupas.



📚 Minha Opinião

Enquanto lia esse livro, fiquei incomodada com a reação da Camille quanto a alguns fatos e lembranças da adolescência. Ela mesma se culpa por algumas coisas que aconteceram em sua adolescência, casos em que ela foi apenas a vítima. Eu senti que ela tem uma noção ética muito conturbada, talvez por causa da sua criação.

O relacionamento da Camille com a mãe Adora e a meia irmã Amma é um dos principais focos da narrativa. E de fato é uma das coisas mais interessantes de toda a história. (opinião minha). Camille não conhece seu pai, e sua mãe nunca falou dele. Obviamente essas relações são a base para o sucesso do livro. A família se baseia na dominação e na passividade. Camille tem vários problemas psicológicos e o nome do livro se baseia em um problema que a personagem possui. 



No decorrer do livro, o leitor fica avido pelo fechamento da história, e o final realmente não deixa nada a desejar! Eu não gostei muito do decorrer da história, mas achei os personagens fortes e narrativa fluiu bem. E além disso, o final surpreendente vale a leitura.
Recomendo!



Objetos Cortantes
Gillian Flynn
Editora: Intríseca
256 páginas
Avaliação: ★★★

10 comentários:

  1. Nossa, gostei demais de sua resenha, bem objetiva, estou seguindo seu blog, é lindo! Tons de azul com o Snoopy dando o diferencial, amo Snoopy e Garfield. Bjsss

    http://livroseemocoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Snnopy é uma fofura! Seu blog também é lindíssimo! Vou dar uma olhada lá, pois já vi vários nomes familiares que estou doida para ler... Quero ver suas resenhas!! Bjus e obrigada pela visita!!

      Excluir
  2. Gostei bastante da sua resenha, falou tudo. Beijos

    bibliotecariaazul.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Ótima Resenha ! Eu não gostei muito desse,mas como foi o primeiro dela a gente da um desconto né hahahaha
    Beijos !

    @leituras.dadebora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é flor! Também não foi dos melhores que já li, mas vou ler o que você tinha me recomendado!! Bjusss

      Excluir
  4. Ótima resenha, Day. A narrativa desse livro é meio lenta e tem bastante personagem que não contribui muito para a história. Mas eu gostei da relação da conturbada da Camille com a família e da fissura dela por escrever no próprio corpo. Durante a leitura eu achava que ela própria estava envolvida nos assassinatos, pois você nota que ela é um personagem bem instável. Você já leu "garota exemplar"? Queria saber se é bom.

    Abraços
    naciadelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rafa! Pois é, eu também cheguei a pensar que era ela em algum momento. Mas nesse ponto a autora foi bem.. Pois eu cheguei a achar até que era o cachorro do vizinho em um determinado momento..kkkkk (O final foi surpreendente néh?) =)
      Eu ainda não li Garota Exemplar, vi o filme e gostei, mas o livro ainda não li. O livro dela que me foi bem recomendado foi: Lugares escuros, então, quero ler esses dois ainda.

      Abraços!

      Excluir
    2. hahaha, realmente o final te surpreende.
      Vi que você quer ler Christine do Stephen King. Eu recomendo, é uma história muito boa. Sempre que me perguntam os melhores livros dele esse é um dos que me vem na cabeça.

      Um abraço

      naciadelivros.blogspot.com.br

      Excluir
    3. Rafa, sua indicação veio em boa hora... Eu acabei de comprar ele, achei em um sebo e não resisti!Ele e o Zona Morta, não sei se já leu também... Mas eu pesquiso, pesquiso e quase não acho nada de resenhas e indicações deles, já estava ficando com medo de me arrepender!! RSRS
      Obrigada viu!! Abração!

      Excluir

© Lendo1 bom livro | - 2016. Todos os direitos reservados. Criado por: Layouts para blog. Tecnologia do Blogger. imagem-logo