12 fevereiro 2020

O Livro dos Demônios - Antonio Augusto Fagundes Filho


SINOPSE


Um homem salva a vida de uma mulher anônima em uma Noite de São João e com isso desperta forças muito além de sua compreensão. Um ser que parece um anjo surge e o convida a uma missão: ir ao Inferno e escrever um livro. O resultado não se parece com nada que você já tenha visto. Os demônios de que trata e que contém não são metáforas, símbolos ou meras fantasias e tampouco repete o que todos já sabem sobre o tema.
​Não é um romance e muito menos ficção. Embora mostre a vida de um homem contada por ele mesmo, não é uma autobiografia. Tampouco é um tratado de Demonologia ou um grimório. Fique à vontade para percorrer os caminhos escuros onde o Amor não habita.


RESENHA

Confesso que não esperava ler o que encontrei nesse livro. Por ser algo totalmente diferente do que já li - inclusive nunca tive conhecimento de um livro como esse - fui tão envolvido na leitura que devorei as 400 páginas em 1 dia! Algo inédito para mim.
O livro, bem como trata a sinopse, é sobre a literal descida ao inferno. O autor foi convidado por um anjo para conhecer, desbravar e depois escrever sobre tudo que lá ele viu, desde os hábitos até os locais onde "vivem" os seres das trevas.
O autor, um grande estudioso do mundo sombrio, por já ter um conhecimento vasto na área, fez uma divisão quase empresarial do inferno e seus comandantes. Cada demônio tem uma finalidade e uma especialidade, por isso cada encontro era cheio de surpresas, aflições, medo e esperança (esperança no fim dessa árdua tarefa).

O primeiro encontro é com aquele que é considerado o primeiro de todos e mais poderoso, Lucifer; que logo apos a Queda, se divide criando Satan. Cada encontro é único e cada demônio é dotado de uma característica, de Satan, passando por Belzebuth - para mim, o mais difícil de ler, por ser o demônio conhecido como o Senhor das Moscas, o Rei da putrefação, a quantidade de sujeira e nojeira é de deixar o estômago revirado -,  Astaroth, Lilith, Asmodeu, Mefistofeles, Belial, Belphegor, Leviathan até o último demônio (que não direi qual é, deixarei vocês boquiabertos como eu fiquei ao final).

O autor não é considerado Mago a toa, pois poucos sairiam desse projeto com vida, não digo ileso pois o Antonio Augusto carrega, ainda vinte anos depois, todas as chagas desses encontros. Mesmo com toda a proteção divina que ele carregava, estar onde ele esteve não é tarefa fácil. O livro possui uma divisão por capítulos muito boa e que facilita o entendimento, além da escrita do autor ser excelente, com uma erudição sem pedância. O tema é forte, existem passagens dificílimas de serem lidas, mesmo sendo um apreciador do tema tive que parar por alguns momentos a leitura. Como já disse e baterei sempre nesse quesito, não é um livro para todos.

11 fevereiro 2020

[RESENHA] O Instituto - Stephen King



TÍTULO: O Instituto
ANO DE LANÇAMENTO: 2019
EDITORA: Suma das Letras
NUMERO DE PAGINAS: 544
CLASSIFICAÇÃO: 


SINOPSE: O novo livro de Stephen King, o Mestre do Terror, traz uma história inesquecível sobre um grupo de crianças com talentos especiais que precisam se unir para derrubar um grande mal.
No meio da noite, em uma casa no subúrbio de Minneapolis, um grupo de invasores assassina os pais de Luke e sequestra silenciosamente o menino de doze anos. A operação leva menos de dois minutos.
Quando Luke acorda, ele está no Instituto, em um quarto que parece muito o dele, exceto pelo fato de que não tem janela. E do lado de fora tem outras portas, e atrás delas, outras crianças com talentos especiais, que chegaram àquele lugar do mesmo jeito que Luke. O grupo formado por ele, Kalisha, Nick, George, Iris e o caçula, Avery Dixon, de apenas dez anos, está na Parte da Frente. Outros jovens, Luke descobre, foram levados para a Parte de Trás e nunca mais vistos.
Nessa instituição sinistra, a equipe se dedica impiedosamente a extrair dessas crianças toda a força de seus poderes paranormais. Não existem escrúpulos. Conforme cada nova vítima vai desaparecendo para a Parte de Trás, Luke fica mais e mais desesperado para escapar e procurar ajuda. Mas até hoje ninguém nunca conseguiu fugir do Instituto.
Tão aterrorizante quanto A incendiária e tão espetacular quando It: a Coisa, este novo livro de Stephen King mostra um mundo onde o bem nem sempre vence o mal.


04 fevereiro 2020

[RESENHA] Um Brinde Àquele Filho da Puta - Jhefferson Passos


TÍTULO: Um Brinde Àquele Filho da Puta
ANO DE LANÇAMENTO: 2020
EDITORA: Amazon
NUMERO DE PAGINAS: 15
CLASSIFICAÇÃO: 


SINOPSE: Todos os anos na véspera de Natal, Lívia e suas amigas se reúnem, seis mulheres em um apartamento, uma comemoração regada com muito vinho. Conforme a tradição criada pelas amigas, uma delas tem que contar um história, algo que aconteceu no ano em questão. O que as amigas não imaginam, é que a história narrada por Lívia terá um roteiro totalmente diferente de tudo que as garotas estão acostumadas. Todos nós temos segredos, o X da questão é, até quando conseguimos escondê-los?


19 janeiro 2020

[RESENHA] O Oitavo Demônio - Paulo Azevedo


Adicionar legenda

TÍTULO: O Oitavo Demônio
ANO DE LANÇAMENTO: 2018
EDITORA: Chiado
NUMERO DE PAGINAS: 168
CLASSIFICAÇÃO: 


SINOPSE: Romance sobre os Pecados Capitais, tendo como protagonistas um homem em seu leito de hospital e seu alter ego, passando a limpo toda uma vida, através dos seus pecados demoníacos. Não passamos pela vida impunemente. Avareza, Gula, Preguiça, Inveja, Luxúria, Ira e Soberba, demônios em prol de vícios, pecados ou virtudes? Quem está no comando? A razão, a consciência, ou os sete demônios que manipulam todos os nossos dias, ofertando-nos prazeres sem limites ou culpas? As delícias do sexo e todas as suas orgias; a obra não realizada e deixada para o eterno amanhã; o ódio pela alegria do outro; o dinheiro guardado no bolso, para levar no caixão; a comilança insana, por res homéricos e a ressaca moral; o desdém pela raça humana e, talvez, a morte como sancão aos demônios. Será? Vícios, liberdade ou prisão; pecados, culpa da alma ou redenção. Vale tudo? São argumentos finais de uma vida ácida e medíocre, sem respostas prontas, apenas a necessidade em descobrir o Oitavo Demônio. Exorcize-o se for capaz.

09 janeiro 2020

[RESENHA] Depois Daquilo - Vanessa Brunt


TÍTULO: Depois Daquilo 
ANO DE LANÇAMENTO: 2018
EDITORA: Chiado
NUMERO DE PAGINAS: 578
CLASSIFICAÇÃO: 


SINOPSE: QUAIS SÃO AS SUAS MARCAS? QUAIS SÃO OS SEUS DEPOIS?
"O que acontece depois do acontecido? De uma ida, uma vinda, uma revolta, um desvendar...? Depois é a hora do dê pois, do sentido para os caçadores de entrelinhas, das sobras que fazem obras, do que aparece somente para quem cava e permite o buraco para além olhar. É a hora do que ganha na perda do sido e do que não é, jamais, ido." (Vanessa Brunt)
Depois daquilo, independente do ocorrido, você digere: Ao digerir, anota intrinsecamente e guarda a marca, a consonância e o que vier de produtivo a partir do feito, em uma eterna releitura entre âmbitos positivos e negativos, que sempre são também um, um pouco do outro.
Nada é em vão: nisto assegura-se esta obra.
Neste fruto dos passados, a escritora e poetisa de todas as coisas reúne crônicas irreverentes, frases, pensamentos meditais e deleitosas poesias (constando de variadas brincadeiras com palavras) que abordam temas diversos voltados para os relacionamentos humanos atuais, para a ética e para formas de autoconhecimento – em meio a uma sociedade que visa o desapego –, fazendo com que as indagações, pesares e vivências façam muito mais sentido.
Sem exigência de uma leitura linear, podendo ser aberto em quaisquer páginas, enviando respostas e/ou meditações de forma dinâmica, este é mais um retrato escrito em que Brunt expandirá suas concepções e acalentará cicatrizes, ou irá contundi-las um pouco mais em meio às identificações.

[RESENHA] O Zahir - Paulo Coelho


TÍTULO: O Zahir 
ANO DE LANÇAMENTO: 2019
EDITORA: Paralela
NUMERO DE PAGINAS: 352
CLASSIFICAÇÃO: 


SINOPSE: Uma história fascinante sobre o significado e o poder do amor, e sobre a relação íntima entre a liberdade, a realização pessoal e a necessidade que cada um tem de alcançar seus objetivos.
Muitas perguntas surgem quando Esther, a esposa de um famoso escritor, desaparece sem deixar rastros. Teria ela, uma bem-sucedida jornalista que cobriu a guerra no Iraque, sido vítima de assassinato ou sequestro? Ou simplesmente decidira fugir com seu amante? Afinal, como Esther se sentia em relação ao casamento?
Disposto a reencontrar sua amada e preocupado com o que teria acontecido com ela, o escritor viaja ao Cazaquistão com um desconhecido para desvendar o significado do amor e as muitas maneiras pelas quais esse sentimento pode se manifestar em nossa vida. Traduzido para mais de 40 línguas e publicado em dezenas de países, O Zahir é uma jornada de autoconhecimento, do aclamado autor de O alquimista e Hippie.

© Lendo 1 bom livro - Por Day Morais | - 2016 - Layout Criado Por: Pepi Artes Digitais imagem-logo