29 abril 2020

[RESENHA] O Homem Inacabado (e outros contos) - Alexandre Foureaux



TÍTULO: O Homem Inacabado (e outros contos)
ANO DE LANÇAMENTO: 2019
EDITORA: Chiado 
NUMERO DE PAGINAS: 154
CLASSIFICAÇÃO: 


SINOPSE: Mourão ficou esperando a volta do carro na garagem, mas não conseguiu identificar o ruído, nem o do homem pela porta, mas escutou o latido do cachorro grande do vizinho até que o animal ficasse afônico. Dormiu quase de manhã e quando o sol saiu, por trás das árvores do quintal, Silvana surgiu bem na sua frente correndo desengonçada, como uma galinha, batendo as asas e avançando, bicando tudo. Ficou apavorado quando se viu minhoca e o bico de Silvana descendo aberto em golpes velozes em sua direção. Acordou bruscamente pouco depois com o galo que arranhou um ligado de notas distorcidas...” (Paredes) “Na plataforma, parou em frente à publicidade de acrílico, viu que algo em sua silhueta estava diferente, aproximou-se, mas não conseguiu enxergar direito. Correu para casa assustado, entrou, foi direto ao banheiro, olhou no espelho e não viu mais o seu rosto. Viu outro sujeito, que tinha uma pele estranha e sorria.” (Camaleão) Em O Homem Inacabado as narrativas tocam em um dilema comum do ser humano: ser incompleto, não ter sido outra pessoa, não ter feito o que desejava. O estelionatário sovina traído pela mulher que ama; o funcionário burocrata que quer trocar de pele; o velho louco que sobe no telhado para encontrar seu eu; a mulher que reluta em denunciar o irmão agressor; o escritor que precisa retomar seu trabalho.



❝ 𝑆𝑒 𝑣𝑜𝑐𝑒̂ 𝑝𝑜𝑑𝑒 𝑑𝑖𝑠𝑝𝑜𝑟 𝑐𝑜𝑚𝑜 𝑞𝑢𝑖𝑠𝑒𝑟 𝑑𝑎𝑠 𝑖𝑑𝑒𝑖𝑎𝑠 𝑞𝑢𝑒 𝑎𝑠 𝑝𝑒𝑠𝑠𝑜𝑎𝑠 𝑡𝑒 𝑖𝑛𝑠𝑝𝑖𝑟𝑎𝑚, 𝑝𝑜𝑑𝑒 𝑏𝑟𝑖𝑛𝑐𝑎𝑟 𝑑𝑒 𝐷𝑒𝑢𝑠, 𝑜 𝑚𝑢𝑛𝑑𝑜 𝑑𝑎 𝑓𝑖𝑐𝑐̧𝑎̃𝑜 𝑒́ 𝑠𝑒𝑢, 𝑒́ 𝑠𝑢𝑎 𝑓𝑎𝑛𝑡𝑎𝑠𝑖𝑎. ❞

       Mais uma vez estou aqui para falar de contos que tanto gosto e sou envolvida. Nessa obra pude me deparar com 9 deles, dos quais abordam as mais variadas ações de personagens intensos, sejam jovens ou velhos, cada um tem uma particularidade especial, há sempre uma necessidade de se redescobrir, se modificar para finalmente poder ser liberto.

        Cada conto tem uma abordagem diferente, seja com empresários que não aguentam mais suas rotinas de trabalham e desejam ser outra pessoa, seja um senhor que aproveitou, mas no fim não tem ninguém ao seu lado, seja o leitor que nunca conversou com seu autor querido ou até mesmo uma mulher que é vítima das violências de seu irmão...
      ⠀
A grande questão que permeia entre cada história é a solidão, a solidão que todo ser humano é capaz de carregar, traz dilemas existenciais de seres incompletos, que estão sempre em busca de algo para poderem serem de fato eles.

     Apesar dos contos terem grande carga emocional, eles são de uma maneira mais branda, nada tão avassalador o que acabou não chegando a me tocar tão profundamente, também faltou revelações e explicações que me deixassem anestesiada, só por isso a obra recebeu uma nota mais baixa, mas nem por isso deixa de ser boa e fica aqui a minha recomendação de leitura!

Um comentário:

  1. Olá, tudo bem?

    Sou um dos criadores do Protótipo Literário e nos últimos dias procurei por blogs literários criando a lista disponível em https://www.prototipoliterario.com/2020/04/lista-blogs-literarios-ativos.html

    A lista tem como objetivo promover o contato e a parceria entre os blogs, deixando desde já o nosso interesse em realizar uma parceria, seja através de guest posts ou através de compartilhamento mútuo no Twitter.

    https://www.prototipoliterario.com
    https://twitter.com/prototipoliter

    Continuarei acompanhando os textos e o trabalho do seu blog.

    Carinhosamente
    Protótipo Literário

    ResponderExcluir

© Lendo 1 bom livro - Por Day Morais | - 2016 - Layout Criado Por: Pepi Artes Digitais imagem-logo