04/01/2018

[Resenha] O Legado da Ruína - Vol. 1 Lobo e Gelo


  • Um Império opressor.
  • Três príncipes, três destinos.
  • E o olho do Abismo se abre...


O Legado da Ruína - Lobo e Gelo
William Tannure
Chiado Editora
Ano de Lançamento: 2017
Número de Páginas: 566

♥ livro cedido pelo autor

Onde Comprar: Amazon - Saraiva

Classificação: ★★




Sinopse: Em um mundo entre tantos, o Império de Yxor dominava toda a terra conhecida pelo homem. Seu poderio com exércitos vastos e legiões de magos sempre assegurou o controle sobre os reinos subordinados a ele.

Sob o comando de Rognam, um herói que surgiu em tempos obscuros e devolveu a esperança aos homens, o Império yxoriano cresceu e se expandiu até que todos os homens se ajoelhassem perante o imperador-deus.
Um casamento foi celebrado entre ele e a herdeira do maior dos rebeldes, a filha de Sirar, o Leão, regente da nação sulista de DacMeth, com o intuito de unificar aqueles que um dia foram inimigos e de trazer a prosperidade acompanhada de paz.
Dessa união três crianças nasceram, três príncipes de personalidade e objetivo diferentes. Regnar, o mais velho e herdeiro do trono, luta contra as vontades irrecusáveis de seu pai para tentar seguir seu caminho. Arcaedas, um feiticeiro tamanhamente talentoso, quanto arrogante, assolado por uma enfermidade que o privou do sentido da visão. Syric, o mais novo, um rapaz confuso, com o presente e o futuro envoltos em dúvidas e mistérios.
Cada um parte em sua jornada pessoal, motivados por ambições e vontades particulares.
Mas a suposta prosperidade no Império é fraca. Enquanto Yxor julga ter controle sobre os reinos conquistados, seus monarcas indignados pela opressão duradoura tramam silenciosamente a queda do Imperador e da unidade conquistada por ele. E, nas sombras mais densas um ser sinistro de tempos imemoriais espreita, pacientemente, tecendo planos macabros e aguardando seu momento de revelação. 

  • "Eu aprendi ao longo da minha vida que todos nós temos um rumo a seguir, mas que não o conhecemos quando nascemos. Cada um descobre sua função no mundo um dia, podendo ser hoje ou em dez anos. Mas quando você descobrir, você saberá."


Neste livro, o 1º da saga, iremos ver vários pontos e vários acontecimentos. Mas não se preocupe não é nada confuso, pelo contrário, é simplesmente incrível. Com uma escrita excelente do autor, somos apresentados a um universo que é muito vasto e impressionante. É um livro com uma grande trajetória e dividido em três partes onde vamos acompanhando o crescimento dos príncipes até a fase adulta.
Três irmãos que tomam caminhos completamente diferentes, uma relação abalada pela inveja e pela ambição. Um pai  totalmente tirano e opressor, os irmãos são criados em um império que se acha no controle sobre todos os outros reinos. Ao longo do tempo as brigas entre os irmãos mais velhos vão crescendo, e com isso Regnar, o mais velho, acaba buscando coisas muito além da capacidade e compreensão dos homens e descobrindo seu verdadeiro caminho. Arcaedas, o filho do meio, é mais parecido com o pai, ambicioso e controlador, sua vocação na magia é fantástica, se destacando cada vez mais mesmo sendo cego. Syric, o irmão mais novo devido a sua pouca idade, ainda vivencia de fora tudo o que acontece com os irmãos e a vida no império.


  • "O fato de você não conhecer, não significa, necessariamente, que algo não exista."


A trama cresce de uma maneira incrível e eu sinceramente comecei a leitura sem muitas expectativas já que não sou tão acostumada com o gênero, e o livro me surpreendeu bastante, não esperava gostar tanto! Foram muitas reviravoltas, emoções e um final de deixar a pessoa aqui muito ansiosa pela continuação.
O único ponto que atrapalha a leitura é com relação à revisão do livro. Eu nunca tinha lido um livro da Editora Chiado, mas já tinha visto várias reclamações por aí acerca disso, (foi osso) mas nada que prejudica o autor e sua grande obra!


  • "A sabedoria traz ao homem outro tipo de força."


Leia! O livro tem personagens bem construídos, a evolução dos príncipes e a descrição dos Reinos foram bem trabalhados pelo autor. Na última parte temos uma batalha tão bem detalhada com bastaaaante sangue. Achei genial a história e o trabalho do autor.

.

Um comentário:

  1. Oii Day, tudo bem? Amei a resenha e a premissa do livro, amo essa coisa de reinos, batalhas hahahaha acho que irei gostar desse livro, é muito chato quando um livro não é bem revisado, eu tenho uma aflição com isso.
    - Beijos, Carol!
    http://entrehistoriasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

© Lendo1 bom livro | - 2016. Todos os direitos reservados. Criado por: Layouts para blog. Tecnologia do Blogger. imagem-logo