26/08/2017

[Resenha] Suicidas - Raphael Montes









Suicidas
Raphael Montes
Editora Benvirá

Ano de Lançamento: 2012
Número de Páginas: 488
Skoob: adicione à estante
Classificação: ★★


Um porão, nove jovens e uma Magnum 608. O que poderia ter levado universitários da elite carioca – e aparentemente sem problemas – a participarem de uma roleta-russa? Um ano depois do trágico evento, que terminou de forma violenta e bizarramente misteriosa, uma nova pista, até então mantida em segredo pela polícia, ilumina o nebuloso caso. Sob o comando da delegada Diana Guimarães, as mães desses jovens são reunidas para tentar entender o que realmente aconteceu, e os motivos que levaram seus filhos a cometerem suicídio. Por meio da leitura das anotações feitas por um dos suicidas durante o fatídico episódio, as mães são submersas no turbilhão de momentos que culminaram na morte dos seus filhos. A reunião se dá em clima de tensão absoluta, verdades são ditas sem a falsa piedade das máscaras sociais e, sorrateiramente, algo muito maior começa a se revelar.


  • "Hoje é a primeira vez que pisaremos em Cyrille's House sem a presença dos nossos pais. Também não poderia ser diferente. Não estamos indo para brincar no balanço ou nadar na piscina, enquanto nossas mães conversam sobre a última moda em Paris. Desta vez, iremos por algo muito mais sério. Nós decidimos nos matar."


Ler um livro do Raphael Montes é sempre um prazer, desde a primeira leitura de O Vilarejo (Resenha aqui), depois Dias Perfeitos (Resenha aqui), me aventurei também nesta grande obra que é Suicidas, e agora é só aguardar pois minha próxima leitura será seu novo livro Jantar secreto. Então, como eu ia dizendo, ler um livro dele é sempre um prazer, pois, me faz pensar na qualidade nacional em meio a tantos livros "mais ou menos" por aí. E sim, temos romancistas muito competentes (principalmente deste gênero), tanto quanto os gringos! 

Não tenho nem o que relevar o fato de que essa obra é o primeiro livro publicado pelo autor. Foi um ponta pé inicial e tanto, com pouquíssimos pontos que talvez poderiam ter sido melhores e/ou diferentes, mas que não prejudicam em nada a apreciação dessa obra.

Na trama, vamos acompanhando todos os fatos dos relatos feitos pela delegada responsável pelo caso dos Suicidas, lendo um caderno encontrado na cena do crime, que relata alguns acontecimentos com cada um dos envolvidos e os fatos relevantes para tentarmos entender a história. Como por exemplo: O que levou esses jovens a cometer esse ato? Nessa historia inexiste os mocinhos e vilões. Aqui qualquer um pode ser vilão e qualquer um pode ser mocinho. Essas respostas e muitos outros questionamentos irão surgir ao longo do livro.


  • “O ser humano é fascinado pela desgraça alheia.” 


Com muitas e muitas e muitassss reviravoltas, Suicidas é a melhor leitura para quem admira histórias inteligentes e, principalmente, dos que gostam de ter a sensação de vivenciar bem as cenas que, são tão bem descritas em seus mínimos detalhes. Gire logo o tambor, só tem uma bala. Mas tenha em mente a mais pura certeza de que essa leitura vai te balear  bem em cheio.

.

10 comentários:

  1. Oieee

    Amei a resenha e a proposta do livro,a sinopse já instiga, mas confesso que os livros desse autor me deixavam com o pé atrás porque ja vi gente dizem que é terrorzão, e aí já tenho sentimentos encontrados com o gênero. Enfim vou fazer uma primeira experiência e deixar Suicidas anotadinho por aqui, vamos ver se consigo conferir em breve,

    Beijos

    aliceandthebooks.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi gata! Obrigada pela visita!!
      Arrisca sem medo! É um terror psicológico, eu diria que o gênero é mais policial na verdade... ai adorar!! Super beijo!

      Excluir
  2. Oii Day, amei a resenha! Sempre ouço comentários positivos sobre o trabalho do autor, e sem dúvidas essa leitura parece ser eletrizante daquelas que mexe com o psicológico a cada página lida..Fiquei bem curiosa, adorei a dica e a resenha!! Beeijos <3

    ResponderExcluir
  3. Caramba!!! Adorei a proposta do livro! Parece ser o tipo de história que deixa o leitor tenso há todo momento, e angustiado em diversos. Com certeza vou adquirir essa obra. Nunca li nada do autor, mas sério, não foi por falta de indicações hahaha. Um grande beijo! *--*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bruno meu amigo... Que bom ver você por aqui também!!!
      Não acredito que você ainda não leu nada dele. Você precisa conhecer a escrita do autor, é a sua cara essa leitura! Super beijo!

      Excluir
  4. Oi Day, adorei seu texto, já estava com vontade de ler, agora estou Ainda mais interessada e curiosa. Eu li Jantar Secreto e simplesmente amei, muito inteligente e surpreendente. Fiquei fã da escrita do Raphael e já quero comprar a nova edição que está saindo agora. 😍😚

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Gabys. Ta saindo a nova edição agora e eu até esqueci de comentar isso na resenha..rsrs
      Leia, vc vai amar tudo que o autor escreve. Tenho certeza!! Beijo!!

      Excluir
  5. Não conhecia o autor...

    Se quiser participar e/ou divulgar, separei um presentinho ara uma leitora lá no blog: https://oblogdafenixx.blogspot.com.br/2017/08/sorteando-blog-esta-de-volta.html

    ResponderExcluir

© Lendo1 bom livro | - 2016. Todos os direitos reservados. Criado por: Layouts para blog. Tecnologia do Blogger. imagem-logo